em

Trail of Cthulhu e os Monstros da Universal!

“Then at a deadly pace
It Came From Outer Space
And this is how the message ran…
Science fiction, double feature
Doctor X, will build a creature
See androids fighting, Brad and Janet
Anne Francis stars in Forbidden Planet
At the late night, double feature, picture show”
(Science Fiction / Double Feature, Richard O’Brian)

shadowsoverfilmlandO que Lovecraft tem em comum com os filmes de terror dos anos 30, produzidos em grande parte pela Universal pela RKO (que me faz suspirar pela boa lembrança de Rocky Horror Picture Show)? Praticamente nada. Lovecraft detestava estes filmes, que julgava vulgares e ridículos, bem distantes de sua visão do que é Horror (e nós podemos afirmar isso por que ele escreveu sobre os filmes). A excelente Pelgrane Press, que em minha opinião é a grande detentora do título de “melhor jogo de 2008”, por Trail of Cthulhu, resolveu lançar um novo suplemento com pequenas crônicas para o mesmo. Shadows over Filmland (paródia com Shadows over Innsmouth), traz basicamente os mais famosos filmes de terror dos anos 30, completamente re-imaginados para caberem em uma crônica de Cthulhu. Ainda sim, lembrando que Trail of Cthulhu, pelo sistema Gumshoe, permite uma variedade interassante de climas e propostas de jogo, do terror ctônico e abissal, até o mais inacreditável dos clássicos Pulp. Isso significa que se você quiser jogar uma crônica onde os personagens investigam o Drácula de Bella Lugosi ou o Frankenstein de Boris Kharllof também é possível.

Mais uma vez, a Pelgrane me parece acertar uma bola dentro. Ainda aguardo ansiosamente conhecer seu novo livro básico (Mutant City Blues), mas honestamente é uma empresa que para mim está no topo dos jogos de RPG.

Entre no link para dar uma olhada prévia, e abaixo segue o release oficial do livro:

A tela grande jorra sangue e Loucura!

Trail of Cthulhu vai ao cinema! A Pelgrane Press paga uma homenagem aos clássicos de horror dos anos 30, com esse grande compêdio de 200 páginas com ação e calafrios em celulóide.

Os criadores de ToC (se o outro abreviamos por CoC, por que não Toc?) Kenneth Hite e Robin D. Laws se juntam, condensando o seu grande conhecimento cinematográfico em um marco de cenários em cthullóide e material para histórias.

(Sim, o texto original é ainda mais bobo e pulp, leia-o na íntegra aqui)

Os doze cenários apresentados:

  • Trapaceia a morte com “Dr. Grave Dust”.
  • Encare o terrível Conde em “Sonhos de Drácula”.
  • Persiga um assassino bestial em “Sob uma lua de lobisomem” (Under a Werewolf Moon, fica péssimo traduzido).
  • Se atreva a cruzar o limiar em “O Chateau negro”.
  • Aprenda o matador segredo de “O homem não-euclidiano”.
  • Ouça os sussurros de Nyarlathotep em “A noite em que morri”.
  • Ande sob pegadas de zumbi para encontrar o “Bokor Branco”.
  • Desenterre a maldição de uma múmia, trazendo “Morte sobre o Nilo”.
  • Explore as selvas pré-históricas da ilha do “Gorila Verde”.
  • Penetre no coração da áfrica para encontrar “O lorde da selva”.
  • Fuja de novos e velhos inimigos em “A Preservação”.
  • Finalmente, complete seu tour de ameaças cinematográficas se aventurando no sombrio poço de insanidade que é Hollywood, em “A linha final”.

Como fica claro os cenários parecem bastante óbvios, baseados em filmes consagrados como “The Wolfman”, “Frakenstein”, “Drácula”, passando pela “Múmia” até ameaças menos conhecidas hoje em dia como “White Zombie”.

O Suplemento mal saiu e a edição francesa já está pronta, a alemã vem logo em seguida. Será que as editores brasileiras vão acordar e trazer esse clássico instantâneo para cá? Lá fora, até CD de música já foi lançado para o jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

4 Comments

Street Fighter

Publicado por Felipe Velloso

ColecionadorGibizeiroRepórterSuper-fãs

Nova figura do Wolverine pela Hasbro

Lost: Constantes, variáveis e viagens no tempo