em

Pablo nunca viu: Samurai X

Pablo Peixoto nunca viu Samurai X topou o desafio de assistir aos primeiros episódios e comenta o que acham com participação de Isabella Castelhone
Samurai X ou Rurouni Kenshin – Meiji Kenkaku Romantan – (るろうに剣心 -明治剣客浪漫譚-, Kenshin, o Andarilho – Crônicas de um Espadachim da Era Meiji?) é uma série de mangá criado pelo artista Nobuhiro Watsuki e posteriormente adaptado em anime. A série, ambientada nos primeiros anos da Era Meiji no Japão, conta a história de Kenshin Himura um pacifico espadachim que prometeu nunca mais matar. Entretanto, seu passado como retalhador a serviço da Ishin Shishi fará o jovem Himura brandir novamente sua espada contra velhos e novos inimigos.
O mangá foi publicado originalmente na revista japonesa Weekly Shōnen Jump. O trabalho completo rendeu 28 volumes encadernados. No Brasil, começou a ser publicado em maio de 2001 pela Editora JBC em 56 volumes (cada um sendo metade do original tankōbon), mantendo o formato de leitura japonesa. De início mensal, a partir da edição 5 o mangá passou a ser quinzenal até sua conclusão em novembro de 2003. O capítulo especial A Sakabatou de Yahiko foi lançado pela mesma editora em 10 de julho de 2004, durante um evento Anime Friends. A editora também lançou em novembro de 2004, o Kenshin Kaden, uma enciclopédia da série.[1] Em novembro de 2012, a Editora JBC após diversos pedidos de fãs, voltou a publicar o mangá, agora intitulado Rurouni Kenshin – Crônicas da Era Meiji.
Também em 2012 foi lançado o filme em Live-action também intitulado Rurouni Kenshin, produzido pela Warner Bros. do Japão. No Brasil chamado “Samurai X- O Filme”, o mesmo título com que o anime foi lançado pelo Cartoon Network e pela Globo, o filme não saiu nos cinemas, foi lançado apenas em DVD/Blu-ray. O filme ganhou uma continuação chamada “Rurouni Kenshin- Kyōtotaika-hen”, (Numa tradução literal: “Kenshin, o Andarilho- O Incêndio de Kyoto) lançada em 2014. Ainda está sem data de estreia no Brasil.

Deixe sua opinião

Avatar

Publicação Quatro Coisas