em , ,

NonNon

Morre o cineasta Breno Silveira

Diretor filmava em Pernambuco e sofreu um ataque cardíaco

Morre o cineasta Breno Silveira | Astros | Revista Ambrosia

O cinema nacional perdeu na manhã desse sábado (14) o diretor Breno Silveira, de “2 Filhos de Francisco: A História de Zé di Camargo & Luciano” e “Gonzaga: de Pai para Filho”. Ele tinha 58 anos e sofreu um infarto fulminante no município de Vicência, interior de Pernambuco, onde filmava “Dona Vitória”, com Fernanda Montenegro no papel-título. A informação foi confirmada pela produtora da qual Breno era sócio, a Conspiração Filmes (via G1).

Formado pela École Louis Lumière, de Paris, Breno teve sua primeira experiência no cinema como diretor de fotografia no longa “Carlota Joaquina: Princesa do Brasil”, em 1995. O filme dirigido por Carla Camurati foi o responsável pela chamada retomada do cinema nacional.

Em sua estreia como diretor, “2 Filhos de Francisco”, levou mais de 5 milhões de espectadores aos cinemas de todo o Brasil. O longa de 2005 foi o maior êxito de público do cinema nacional desde a retomada, superando ”Carandiru” (2003), de Hector Babenco.

Depois de “Era Uma Vez…”, Breno voltou à seara das cinebiografias musicais tendo uma figura paterna como centro em Gonzaga: de Pai para Filho (2012). No mesmo ano lançou “À Beira do Caminho”, inspirado na música homônima de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, e em 2017 chegou aos cinemas seu último filme, “Entre Irmãs”.

No ano passado, o diretor produziu “Dom”, série inspirada na vida de Pedro Machado Lomba Neto, o Pedro Dom, um jovem de classe média e dependente químico que acabou entrando para o crime.

O novo filme, “Dona Vitória”, que estava sendo rodado no momento da morte do diretor, marca a volta de Fernanda Montenegro a um papel de protagonista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

#Lançamento'22 Circuito Ambrosia