em

Programação de domingo da Fantasticon 2009

Neste final de semana, dias 25 e 26 de julho, será realizado o Fantasticon 2009 – III Simpósio de Literatura Fantástica. Organizado por Silvio Alexandre e realizado pela Biblioteca Viriato Corrêa, o evento conta com o apoio da Cálamo Editorial, do Clube de Leitores de Ficção Científica (CLFC), da Fly Cow Produções Culturais, do Grupo de Estudos de Literatura Fantástica (GELF), da Oficina de Produção e Estudos de Literatura Fantástica (OPELF) e da TV Cronópios.

Ao contrário das edições anteriores, integradas ao Encontro Internacional de RPG, o evento deste ano acontecerá na própria Biblioteca Viriato Corrêa, que desde 29 de novembro de 2008 conta com um acervo temático dedicado à Literatura Fantástica.

A entrada é gratuita, sendo as senhas para todas as atividades distribuídas com uma hora de antecedência, respeitando à capacidade de lotação das salas (101 lugares na Sala Luiz Sérgio Person e 40 lugares no Espaço Temático de Literatura Fantástica). A TV Cronópios transmitirá ao vivo a cobertura jornalística do evento.

Para facilitar a consulta, dividimos a programação em duas partes: uma para o sábado e outra para o domingo.

Fantasticon 2009

Programação de 26 de julho

11h às 19h – Andar Térreo
Exposição de esculturas: “Visões Secretas”
Caboclos coroados, golems feitos de algas, índios guerreiros com cocares vivos, criaturas híbridas de vegetal, animal e humano, parecem ter-se despregado da superfície bidimensional dos desenhos para invadir o mundo em três dimensões de onde os contemplamos.

O mundo de onde Cavani Rosas extrai seus personagens é um mundo fantasmagórico cujas leis parecem definidas em parte por essas escolas esotéricas, e em parte pela Física Quântica. São criaturas que parecem personagens de William Blake invadindo-se de um desenho de Rugendas, ou seres lovecraftianos esvoaçando sobre uma paisagem de Frans Post.

O desenhista e escultor pernambucano sempre deu uma duplicidade perturbadora aos seres que engendra: o mágico ao lado do científico, o vislumbre onírico trazido à tona da mente com o rigor anatômico de quem já dissecou cadáveres por mero hobby. As criaturas podem ser inverossímeis, mas sua concretude física desafiaria as objeções de uma banca examinadora. O elemento fantástico emerge com todo vigor nas esculturas a que Cavani vem se dedicando nestes últimos anos.

11h às 19h – Andar Térreo
Painel comemorativo: “40 Anos do Symposium de Ficção Científica”
Evento integrante do II Festival Internacional do Filme, o Symposium de Ficção Científica foi o primeiro international meeting (encontros internacionais de escritores profissionais) da história do gênero, realizado no Rio de Janeiro entre os dias 24 e 30 de março de 1969.

Dos Estados Unidos, vieram Alfred Bester, A. E. van Vogt, Carol e Ed Emshwiller, Damon Knight e Kate Wilhelm, Forrest J. Ackerman, Frederik Pohl, George Pal, Harlan Ellison, Harry Harrison, Karen e Poul Anderson, Leigh Chapman, Philip José Farmer, Robert A. Heinlein, Robert Bloch, Robert Sheckley e Roger Corman.

Da Espanha veio Luis Gasga e da França vieram Jacques Baratier, Jacques Sadoul, Michel Cae e Robert Benayoun. Da Inglaterra, Brian W. Aldiss, J. G. Ballard, John Brunner, Rolf Rilla e Val Gueste. Do Uruguai veio Marcial Souto e do Brasil estiveram presentes Álvaro Malheiros, André Carneiro, Clóvis Garcia, Jerônymo Monteiro, Ruy Jungman e Walter Martins.

Um outro inglês, Arthur C. Clarke também esteve presente para ser homenageado com o troféu Monólito Negro. No ano anterior, 2001: Uma Odisséia no Espaço, desenvolvido por ele em parceria com o cineasta Stanley Kubrick, foi lançado e alcançou reconhecimento estrondoso.

11h às 12h – Sala Luiz Sérgio Person
Bate-papo: “Steampunk e os novos rumos da Ficção Científica”
Criativos, retrofuturistas no estilo e no comportamento. Esses são alguns dos conceitos do Steampunk, um gênero de ficção que explora um “mundo alternativo” movido a vapor (”steam”). Assim, temos uma fusão de “era vitoriana” com “futuro pós-apocaliptico” ou “punk” no sentido de transgredir o hoje e o passado. Algo com muitas engrenagens, com grandes zepelins voando pelos céus e seus respectivos piratas, um misto de roupas vitorianas com tecnologias que parecem do nosso tempo. Mais do que nunca, surgem novos e talentosos autores na atual ficção científica que expandem as barreiras do gênero. E os editores fazem a sua parte: buscam rótulos para categorizá-los. No meio de tantos rótulos e inovações, o que exatamente eles representam?

Bruno Accioly é empresário da área de tecnologia, editor da revista de internet Outra Coisa, co-fundador do Conselho SteamPunk e responsável pela loja Rio de Janeiro. Crítico da forma como o homem se relaciona com a tecnologia, é estudioso de Filosofia e seu rebento mais bem sucedido, a Ciência. Especialista em Usabilidade – disciplina que lida com a interação homem/máquina – atua na área há mais de dez anos enquanto divide seu tempo como redator e ficcionista.

Fábio Fernandes é jornalista, tradutor e dramaturgo. Seus contos foram publicados no Brasil, Portugal, Romênia e Estados Unidos. Publicou a coletânea de contos Interface com o Vampiro (Writers, 2000) e A Construção do Imaginário Cyber (Editora Anhembi Morumbi, 2006). É doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e professor pela mesma instituição. Foi curador do Invisibilidades II (2008), do Instituto Itaú Cultural, evento voltado para a Ficção Científica, e fará a curadoria da terceira edição, ainda em 2009.

Gianpaolo Celli, além administrador de empresas, é escritor e editor. Estudioso de ocultismo, esoterismo e mitologia, teve matérias e aventuras-solo de fantasia publicadas na revista Dragão Brasil. É colunista do site de neopaganismo Tribos de Gaia; co-autor da coleção NecrópoleHistórias de Vampiros (Editora Alaúde, 2005), Histórias de Fantasmas (Editora Alaúde, 2007) e Histórias de Bruxaria (Editora Alaúde, 2008) – e das coletâneas Visões de São Paulo – Ensaios Urbanos (Tarja Editorial, 2006) e Paradigmas – Volume 3 (Tarja Editorial, 2009), co-editor e co-autor dos livros Histórias do Tarô (Giz Editorial, 2008) e Steampunk – Histórias de um Passado Extraordinário (Tarja Editorial, 2009).

11h às 13h – Espaço Temático de Literatura Fantástica
Oficina: “Como criar personagens”
André Vianco, o mais consagrado escritor da atualidade do gênero fantástico abre o jogo, dá dicas e informações sobre como construir e utilizar os personagens nas histórias. Uma oportunidade rara!

André Vianco é autor dos best-sellers Os Sete (Novo Século, 2001) e Sétimo (Novo Século, 2002), que exploram o universo sobrenatural (vampiros, lobisomens, anjos e batalhas entre o bem e o mal) elaborando um cenário surrealista, mas com elementos da realidade do dia a dia e histórias passadas no Brasil. É hoje o escritor brasileiro que mais conquista leitores de fantasia & horror e seus livros estão entre os mais vendidos na literatura fantástica brasileira.

13h – Espaço Temático de Literatura Fantástica
Encontro com os autores: Autógrafos com Aguinaldo I. Peres, Alexandre Lancaster, Ana Cristina Rodrigues, Antonio Luiz Monteiro Coelho da Costa, Claudio Villa, Fábio Fernandes, Gianpaolo Celli e Roberto de Sousa Causo

12h às 12h30 – Sala Luiz Sérgio Person
Mostra de filmes: “Os premiados do Festival Curta Fantástico”
O Festival Curta Fantástico é um evento que, desde 2006, exibe curtas-metragens nacionais com a temática fantástica, ou seja, filmes de horror, ficção científica ou fantasia. A Fly Cow Produções Culturais, realizadora do festival, fez uma seleção com os melhores curtas fantásticos nacionais que foram apresentados na última edição, no ano passado em São Paulo. Os filmes serão exibidos em seqüência.

Meu Carro, O Meu Carro (Melhor Filme pelo Júri Popular)
Diretor: Guilherme Nasraui
(8 min, Fantasia)
Ao sair em seu velho carro para um encontro profissional, homem encontra um baú mágico e tem a oportunidade de fazer um pedido.

Voltage (Melhor Filme de Ficção Científica)
Diretor: Willian Paiva e Filipe Lyra
(4 min, Ficção Científica)
Robôs, meio humanos e meio máquinas, conectam-se em um transe elétrico e caótico.

Vadata (Melhor Filme de Horror)
Diretor: Manuel Lebelt
(10 min, horror)
Dentro de um envelope com remetente desconhecido, há uma única peça de um quebra-cabeça. Outros envelopes chegam com mais peças e algo se torna real devido à soma das partes.

Rock Rocket Doidão (Melhor Filme de Horror)
Diretor: Kapel Furman
(5 min, Horror)
Um bar se torna palco de uma seqüência sangrenta alucinante, apresentando um rock’n’roll visceral.

A Volta do Candango (Melhor Criatura)
Diretores: Filipe Gontijo e Eric Aben-Atharo
(6 min, Fantasia).
Operários (candangos) que construíram Brasília trabalhavam mais de 16 horas por dia. Muitos morriam no canteiro de obras. Agora, um desses operários volta à vida para ver como ficou a cidade.

O Homem da Cabeça de Papelão (Melhor Efeito)
Diretor: Carlos Canela
(15 min, Ficção Científica)
Em uma sociedade, um homem muda de pensamento e descobre que só a verdade não o libertará.

O Assassinato da Mulher Metal (Segundo mais votado pelo público)
Diretor: Joel Caetano
(18 min, Ficção Científica)
Antigos heróis se juntam para desvendar o assassinato de uma ex-companheira.

12h30 às 13h – Sala Luiz Sérgio Person
Mostra de vídeos: “Mostra de Book Trailers”
Exibição de vídeos produzidos por escritores de literatura fantástica brasileira para divulgar suas obras, selecionados pelo Clube de Leitores de Ficção Científica e pela Oficina de Produção e Estudos de Literatura Fantástica.

13h – Espaço Temático de Literatura Fantástica
Encontro com os autores: Autógrafos com André Vianco

13h às 14h30 – Sala Luiz Sérgio Person
Mesa-redonda: “O Fantástico na Educação”
Uma discussão sobre a utilização da literatura fantástica como instrumento pedagógico e sua utilização em sala de aula. Como promover a formação de novos leitores e utilizar a literatura e os elementos do universo fantástico como um recurso dentro da escola para melhorar o desempenho dos estudantes.

Flávia Muniz é escritora e pedagoga. Com vários prêmios e diversos livros adotados por escolas e instituições, têm mais de 3 milhões de livros vendidos. Entre eles Brincadeira de Saci (Editora Scipione, 1988), O Tubo de Cola (Editora Moderna, 1989), A Gatocleta do Miafino (FTD, 1990), Viajantes do Infinito (Editora Moderna, 1991) e Os Noturnos (Editora Moderna, 1995). Trabalhou também na criação de produtos para crianças e jovens, como revistas de atividades, quadrinhos, enciclopédias, sites e jogos. Participou, ainda, de teatro infantil e escreveu para a TV Cultura.

Janaina Azevedo tem formação acadêmica em Lingüística e Teoria Literária pela Universidade de São Paulo e em Ciências da Religião pela Faculdade Mosteiro de São Bento. É presidente da Oficina de Produção e Estudos de Literatura Fantástica (OPELF) e já comandou várias entidades de produção cultural. Pela Editora Vortex (antiga Tudoteca), trabalha como agente literária e publica obras de pesquisa histórica e literatura fantástica. É pioneira no uso da literatura fantástica em sala de aula.

Martha Argel é bióloga, com doutorado em Ecologia, e escritora de livros de literatura fantástica, crônicas e divulgação científica. Como escritora de literatura fantástica, publicou entre outros, o romance Relações de Sangue (Novo Século, 2002) e a coletânea O Livro dos Contos Enfeitiçados (Landy Editora, 2006). Participou de antologias, como Amor Vampiro (Giz Editorial, 2008) e O Livro Vermelho dos Vampiros (Devir, 2009). Seus lançamentos mais recente são O Vampiro Antes de Drácula (Editora Aleph, 2008) e O Vampiro da Mata Atlântica (Idea Editora, 2009).

Rosana Rios é bacharel em Arte-Educação pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Foi roteirista de programas infantis para a TV Cultura de São Paulo e outras emissoras. É autora de literatura infantil e juvenil desde 1988, e já publicou mais de 100 livros em 15 editoras. Recebeu vários prêmios literários, entre eles o Bienal Nestlé de Literatura, em 1990, o Cidade de Belo Horizonte, em 1991, além de selos “Altamente Recomendável” da FNLIJ (Fundação afiliada ao IBBY) em 1995 e 2005. Foi finalista do Prêmio Jabuti 2008 na categoria Literatura Juvenil.

14h30 – Espaço Temático de Literatura Fantástica
Encontro com os autores: Autógrafos com Flávia Muniz, Martha Argel e Rosana Rios

15h às 16h30 – Sala Luiz Sérgio Person
Palestra: “A Literatura Fantástica na América Latina”
O Realismo Mágico é uma característica própria da literatura latino-americana da segunda metade do século XX que funde a realidade narrativa com elementos fantásticos e fabulosos, não tanto para reconciliá-los como para exagerar sua aparente discordância. Floresceu nos anos sessenta e setenta, enraizado nas discrepâncias surgidas entre cultura da tecnologia e cultura da superstição, e em um momento em que o auge das ditaduras políticas converteu a palavra numa ferramenta infinitamente apreciada e manipulável.

Ana Cecília Olmos é graduada em Letras Modernas pela Universidad Nacional de Córdoba, Argentina e doutora em Língua Espanhola e Literatura Espanhola e Hispano-Americana pela Universidade de São Paulo, onde atua como professora de Literatura Hispano-Americana. É autora, entre outros, dos capítulos “Intelectuales, instituciones, tradiciones” de Territorios Intelectuales. Pensamiento y cultura en América Latina (La Nave va, 2001) e de “Releituras de Borges. A revista Punto de Vista nos anos 80″ de Borges no Brasil (Edunesp, 2001), e do livro Por que ler Borges (Globo, 2001).

Horácio Corral é produtor cultural. Foi livreiro e organizador de eventos na Livraria Cultura. Atualmente é um dos produtores da Oficina de Produção e Estudos de Literatura Fantástica (OPELF). É responsável pela loja virtual Beco Imaginário e a produtora de jogos Tudoteca. Entre as suas áreas de atuação encontram-se jogos e literatura fantástica, tendo uma especial atenção sobre a obra de Jorge Luis Borges e Alejandro Dolina. É estudioso de literatura hispano-americana e trabalha com difusão de leitura e produção independente, além de tradução.

17h às 18h30 – Sala Luiz Sérgio Person
Palestra: “As histórias desconhecidas de Edgar Allan Poe”
Narrativas científicas, misteriosas, permeadas de terror, horror, suspense, policialescas, Edgar Allan Poe carrega nas costas o título de criador de vários gêneros literários. Poe foi responsável não somente por influenciar alguns dos escritores decisivos das décadas seguintes, bem como por estabelecer com propriedade caminhos novos e férteis para a literatura ocidental do então século XIX. Recordando os 200 anos do seu nascimento, o escritor Bráulio Tavares está preparando uma antologia com contos pouco conhecidos de Poe. Nesta palestra, ele falará sobre essas histórias e de como Poe elevou o conto como gênero.

Bráulio Tavares é escritor, roteirista e compositor. Compilou a primeira bibliografia do gênero, Fantastic, Fantasy and Science Fiction Literature Catalog (Fundação Biblioteca Nacional, 1992). Autor de A Máquina Voadora (Rocco, 1994), A Espinha Dorsal da Memória (Rocco, 1996) e Anjo Exterminador (Rocco, 2002). Organizou as antologias Páginas de Sombra – Contos Fantásticos Brasileiros (Casa da Palavra, 2003), Contos Fantásticos no Labirinto de Borges (Casa da Palavra, 2005) e Freud e o Estranho – Contos Fantástico do Inconsciente (Casa da Palavra, 2007).

18h30 – Espaço Temático de Literatura Fantástica
Encontro com os autores: Autógrafos com Bráulio Tavares

Lançamentos

Devir
O Livro Vermelho dos Vampiros, organizado por Luiz Roberto Guedes

Edições GRD
O Povo da Névoa, de H. R. Haggard

Editora Aleph
Ubik, de Philip K. Dick

Giz Editorial
Os Guardiões do Tempo, de Nelson Magrini

Idea Editora
O Arqueiro e a Feiticeira, de Helena Gomes
O Vampiro da Mata Atlântica, de Martha Argel

Record
O Prédio, o Tédio e o Menino Cego, de Santiago Nazarian

Tarja Editorial
Anuário Brasileiro de Literatura Fantástica 2008, de César Silva e Marcello Simão Branco
Paradigmas – Volume 3, organizado por Richard Diegues
Steampunk – Histórias de um Passado Extraordinário, de Gianpaolo Celli

Fantasticon 2009 – III Simpósio de Literatura Fantástica

Data
25 e 26 de julho de 2009, das 11h às 19h

Entrada Gratuita

Local
Biblioteca Viriato Corrêa
Rua Sena Madureira, 298
Vila Mariana – CEP 04021-050
São Paulo, SP
Telefones: 11 5573-4017 e 11 5574-0389

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegante

Publicado por Leandro R. Fernandes

Programação de sábado da Fantasticon 2009

SDCC: Quesada confirma: Marvelman é da Marvel!