Novas perguntas após a última reviravolta de A Casa do Dragão

43
0

Atenção: artigo contém spoilers da série!

Morte, guerra e destruição estão no centro das atenções da 2ª temporada de A Casa do Dragão (House of the Dragon), série que começou devagar, mas que cresceu muito em sua segunda temporada e já conquistou os fãs mais severos de Game of Thrones. No episódio 4 não faz nada para mudar isso, pois ambos os lados sofrem perdas brutais enquanto uma guerra maior se forma no horizonte.

Se depois dos eventos devastadores desta semana você está se perguntando como os eventos do episódio mais recente afetarão a série daqui para frente e o destino de seus favoritos, colhemos 3 informações pertinentes para os fãs de A Casa do Dragão:

Quem é Alys Rivers?

Em um dos desenvolvimentos do episódio desta semana, vemos Daemon (Matt Smith) lentamente perdendo a cabeça na carcaça podre de Harrenhal. Tomar o prédio pode ter parecido uma jogada inteligente para o ambicioso Rei Consorte, mas ele provavelmente deveria ter questionado por que seus antigos habitantes foram tão rápidos em desistir dele. Poderia ser a maldição que, segundo rumores, assombra os corredores desde que Aegon, o Conquistador, os queimou até virar cinzas? O episódio 4 sugere outra opção: que a maldição remonta a muito mais tempo do que o Rei Targaryen e está conectada a um novo personagem apresentado no episódio da semana.

Daemon encontra Alys Rivers (Gayle Rankin) em uma noite sem dormir em sua nova casa após seguir uma aparição de si mesmo usando um tapa-olho. A jovem se apresenta como uma “espécie de Meistre” depois que o último foi embora por razões vagas, mas inquietantes. Rapidamente fica claro que Alys sabe mais do que está deixando transparecer e provavelmente está desempenhando um papel na atual morte do ego de Daemon pela qual Harrenhal o está fazendo passar.

Como os leitores do livro já sabem, Alys tem um papel enorme a desempenhar que, se aprofundar muito, definitivamente constituiria spoilers além da conta. Mas o que podemos dizer é que Daemon está definitivamente certo, ela é uma bruxa. Sua magia é profundamente poderosa e conectada ao que já foi apresentado em Game of Thrones. Como Alys explica a Daemon, a verdadeira razão pela qual Harrenhal é amaldiçoado é porque a pessoa que o construiu destruiu os Weirwoods e a cama em que ele dorme é feita de uma Heart Tree (aquelas árvores únicas do universo da série).

Poderia ser por isso que ele está tendo visões sombrias de sua esposa como a noiva criança que ela era quando se casaram pela primeira vez? Ou poderia ser apenas uma consciência muito, muito culpada depois de causar tantos problemas para sua amada? A outra opção, é claro, é a estranha poção que Alys o alimenta, que afeta sua capacidade de ficar acordado ou controlar o tempo.

O que a morte de Rhaenys significa para Rhaenyra?

O episódio termina em uma batalha épica de dragões que vê Criston Cole (Fabien Frankel) e Aemond (Ewan Mitchell) colocarem um plano nefasto e perigoso em ação. Atrair um dragão para uma emboscada que acaba levando Rhaenys (Eve Best) e seu dragão para um combate. É um esquema que leva à morte de Rhaenys enquanto ela e seu amado dragão são derrotados por Aemond e Vhagar.

É uma grande perda para Rhaenyra e sua facção na guerra, já que Rhaenys foi a única aliada verdadeira que a Rainha teve ao seu lado. Pensativa, inteligente, gentil e sempre racional, Rhaenys manteve a maioria dos instintos Targaryen sob controle enquanto aconselhava sua sobrinha a tentar encontrar a paz em vez de cometer mais derramamento de sangue em nome de sua coroa.

Com Rhaenys fora, provavelmente veremos as tendências violentas de Rhaenyra virem à tona, especialmente quando seu Conselho e filho, Jace (Harry Collett), já estão todos clamando por sangue e guerra. Também provavelmente haverá uma grande repercussão para o amado Corlys (Steve Toussaint) de Rhaenys e sua família. Recentemente a série também apresentou Alyn (Abubakar Salim), filho bastardo de Corlys que terá um grande papel a desempenhar na guerra que se aproxima.

Aegon está realmente morto?

Esta é a pergunta mais urgente no episódio 5. Se Aegon sobreviveu sendo queimado até virar cinzas por seu irmão ambicioso e conivente — que também foi sua vítima desde a infância — então ele terá um longo caminho para se recuperar. E é improvável que ele consiga realmente governar como Rei.

É irônico que isso leve exatamente ao que Aegon temia: que sua mãe e seu irmão governassem em seu lugar. Claro, se Aegon estiver morto, então certamente as pessoas perguntarão se a reivindicação do Verde ainda se mantém. Se eles acreditarem em Alicent, então Viserys queria que Aegon fosse seu herdeiro.

Mas se Aegon estiver morto, certamente Rhaenyra estaria ainda mais apta como herdeira no Trono de Ferro, mas sem dúvidas Aemond não pensa desta forma! Próximo domingo tem mais!

Com informações via IGN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *