em ,

Um pouquinho de Gossip Girl, 90210 e outros seriados para se ver em família

A coluna Sextas em Família voltou juntamente com o novo layout do site. Agora como somos mais bonitos e sensuais espero que vocês me acompanhem toda Sexta falando dos seriados com um toque de família. Tudo aqui tem Spoilers para quem não está acompanhando junto com o calendário dos E.U.A., viu? Depois não vai dizer que não avisei.

Gossip Girl

A série anunciou uma promo que prometia reviravolta na trama, mas tudo que tivemos nessa semana foi um episódio morno e previsivel. Primeiro, Serena e Nate como um casal não convence, é forçado e para não resumir dizendo: chatos! Depois de tanto tempo convivendo eles se percebem apaixonados? É isso mesmo? Ou uma total falta de criatividade ou verba para contratar um novo ator para namorado da Serena? Eles vão mesmo usar as teaticas de Barrados no Baile, no qual todos tinham relacionamento com todos dentro da série? Se bem que Nate Archibald está saindo um bom Brandon Walsh, visto que o cara namorava a Blair enquanto traçava Serena na primeira temporada, deu uns “pegas” em Jenny e namorou firme Vanessa, na segunda temporada e agora voltou para Serena. Ou seja, do elenco fixo feminino ele só ainda não ficou com Lili Van Der Woodsen. O segundo ponto chatissimo do episódio foi o fato de Rufus e Lily serem tão infantis quanto seus filhos e não conseguirem manter um relacionamento por mais de 3 episódios. Agora, Rufus ficou bravinho pois sua esposa encontrou-se escondido com o ex-marido e para resolver a situação, ele decide dar em cima da vizinha. ótima solução, perfeita mesmo, agora me digam roteiristas, vocês querem mesmo que a gente engula essa? O cara fica bravo com a mulher por ter traído ele (apesar de ela dizer que foi apenas um beijo sem sentido) e as coisas são resolvidas com mais traição? Aff, tá parecendo novela das oito. Por último entra o casal mala da segunda parte da terceira temporada, e não é Dan e Vanessa e sim Blair e Chuck. Os dois perderam o encanto. Os personagens se tornaram previsiveis, chatinhos e sem encanto. Cada a Blair “Biatch” e o Chuck “Canalha”, cadê a essência dos personagens? A única coisa que vi foi personagens rasos que não segurarão até o fim da temporada. O episódio 14 deu uma leve aquecida, a tal mão de Chuck era realmente mãe dele (até que alguém mude de ideia e resolva transforma-la em uma golpista), o casal Serena e Nate deram uma leve aquecida. Dan e Vanessa ficam juntos, mas é um casal fadado ao fracasso na minha opinião, não acho que consiguirão manter uma história bacana até o fim da temporada. Acho que a produção do programa resolveu economizar com contratação de convidado, já que Os casais se foramarão com o elenco principal, Serena e Nate, Blair e Chuck, Vanessa e Dan, Lilly e Rufus, a única excessao é Jenny com Damien (ator convidado). Só mais um adendo, quem não sabia que a mãe de Chuck era uma golpista? Só ele e Blair não perceberam.

90210

Já a promo dessa parte da temporada não me empolgou, mas o episódio em si foi bem legal. Confusões e triângulos amorosos, esse é o mote da trama. Silver mais uma vez se envolve em um triangulo (vou pessoal de Gossip Girl, dá para criar situações interessantes com o elenco que se tem) e dessa vez é entre Teddy e Dixon. Depois do beijos dado em Dixon e que Teddy viu, os dois rapazes ficam fazendo joguinhos para ver que conquistará a moça. Espero que a história enrole por uns episódios ainda, assim a  gente fica com mais vontade de assistir. Annie para variar será a coitada da história  Depois de 12 episódios, Naomi e liam resolvem suas diferenças, ou quase. Quando os dois resolvem ficar juntos, Naomi começa a sentir uma falta de interesses comuns, apesar de achar que possuem uma boa química, o que a deixa preocupada. E é isso que deve ser feito em seriado, enrolar, no bom sentido, a trama pra que a gente acompanhe.Annie para variar está sofrendo, ela sofre mais que mocinha de novela das oito. Agora o problema é que o namorado dela é um traficante e quando confrotado o fofo diz que sabe que ela atropelou e matou um homem (que por sinal era tio do moço), mais novela mexicana impossível. Assim, Annie vira uma espécie de refém do namorado que a obriga a ficar com ele em troca do silêncio. Adrianna continua a frequentar o AA e descobre uma outra menina da escola lá. As duas passam a ser amigas e para quem já acompanha noticias do seriado sabe que ficarão juntas. Eu fiquei um pouco preocupada em como eles iriam lidar com a história, se ia ficar forçado Ade se apaixonar por uma mulher, no entanto, as coisas estão sendo tratadas com calma e até bem conduzida. Agora que a trama voltou, tem-se que tomar cuidado para não desandar a história. É preciso de triângulos amorosos, amores mal resolvidos e algum segredo para dar continuidade na temporada.

United States of Tara

Quem ainda não viu a série, tem que correr atrás e conferir a 1ª temporada e ver os comentários sobre a segunda aqui na Coluna. É uma séria muito bacana (veja aqui o que já falei sobre ela) criada por Diablo Cody. Agora no segundo ano, a mamãe Tara fez um tratamento e está há vários meses sem a manifestação de nenhuma de suas outras personalidades. Até um bendito dia um vizinho suidida e ela resolve ver como era a casa dele por dentro, nisso a personalidade Buck vem à tona. O legal dessa temporada é que ela consegue ver Buck chegando e a gente até presencia o dialogo entre Tara e sua outra personalidade. Mas o pior ainda está por vir, Buck sem envolve com uma garçonete, o quê promete muitos mal entendidos e segredos de Tara para com sua família.

Parenthood

Vi apenas o Piloto mas acho que é uma versão (não sei se melhor ou pior) de Brothers and Sisters. Fala sobre família, como ser pai ou mãe, filhos, almoços em mesas grandes com todos reunidos. Lembrou dos Walkers? Pois é, eu também.

Deixe sua opinião

Crepúsculo em formato de manhwa bate recorde de vendas

[Atualizado] Scott Pilgrim: o Videogame