O curta de animação Animal Behaviour venceu o grande prêmio Anima Mundi 2018. A animação canadense, dirigida por Alison Snowden e David Fine, irá concorrer ao Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação em 2019.

Desde 2012, o curta vencedor do Anima Mundi é automaticamente inscrito pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood para disputar o Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação no ano seguinte. O Cine Odeon, tradicional sala de cinema no centro do Rio de Janeiro, recebeu a cerimônia de premiação ocorreu ontem (29/07).

 

Animal Behaviour: vencedor do grande prêmio Anima Mundi

Contando com as mostras especiais, o 26º Anima Mundi apresentou 576 filmes na cidade entre os dias 21 e 29 de julho. Confira abaixo a lista completa dos vencedores:

CURTAS-METRAGENS – JÚRI PROFISSIONAL

Grande Prêmio Anima Mundi – Animal Behaviour, de Alison Snowden e David Fine (Canadá)

Melhor Roteiro – Weekends, de Trevor Jimenez (Estados Unidos)

Melhor Concepção Sonora – Island, de Max Mortl e Robert Lobel (Alemanha)

Melhor Direção de Arte – Agouro, de David Doutel e Vasco Sá (Portugal-França)

Melhor Técnica de Animação – Augenblicke, de Kiana Naghshineh (Alemanha)

Melhor Filme da Sessão Galeria – Grandes Canons, de Alain Biet (França)

Melhor Filme da Sessão Portfólio – Everything in Black & White, de Mateus de Paula Santos e Fábio Acorsi (Brasil)

CURTAS-METRAGENS – JÚRI POPULAR

Eleitos pelo público do festival por voto direto, com prêmios separados para Rio de Janeiro e São Paulo.

Melhor Curta – “Happiness”, de Steve Cutts (Reino Unido)

Melhor Curta Brasileiro – “O Homem na Caixa”, de Ale Borges, Alvaro Furloni e Guilherme Gehr (Brasil)

Melhor Curta Infantil – “Formigas”, de Julia Ocker (Alemanha)

Melhor Curta de Estudante – “Comme un éléphant dans un magasin de porcelaine”, de Louise Chevrier, Luka Fischer, Rodolphe Groshens, Marie Guillon, Estelle Martinez, Benoit Paillard, Lisa Rasasombat (França)

CURTAS-METRAGENS – PRÊMIOS ESPECIAIS

Prêmio Canal Brasil de Curtas – “Guaxuma”, de Nara Normande

Prêmio Carlos Saldanha de Melhor Curta Brasileiro: “O Homem na Caixa”, de Ale Borges, Alvaro Furloni e Guilherme Gehr.

Prêmio Carlos Saldanha de Melhor Curta de Estudante Brasileiro: “Lé com Cré”, de Cassandra Reis

Prêmio ACCRJ de Melhor Curta-Metragem Brasileiro – “Barone”, de Douglas Hoose

Prêmio ACCRJ de Melhor Longa-Metragem – “As Aventuras de Fujiwara Manchester – O Filme”, de Alê Camargo

Prêmio Maratona Animada SENAI – “Inteligência Emocional” – Equipe Bugbite – SP