em

Marvel e DC no cinema: As reviravoltas em 37 anos de superproduções de heróis

superman-movieEm 1978 chegava aos cinemas Superman: O Filme. Estava instaurada a era dos filmes de Super-herói. Ok, o volume de produção de filmes que adaptavam hqs ainda estava longe de ser expressivo naquela época. Após “Superman” tivemos a continuação Superman II, Popeye de Robert Altman, e após duas sequências bem ruinzinhas do homem de aço, tivemos em 1989 a primeira super produção de verdade de super herói em 9 anos: Batman, de Tim Burton.

Uma coisa não se pode negar: na primeira fase dos super heróis no cinema, a DC dominava o cenário, mesmo que com apenas dois de seus personagens e não era para menos. A editora passava por um período de bonança e todos os seus personagens pertenciam a um único estúdio, a Warner. Já a Marvel entrou em uma crise nos anos 90 que a obrigou a leiloar seus heróis por vários estúdios: Foi Homem-Aranha para a Sony, Blade para a Warner, X-Men, Demolidor e Quarteto Fantástico para a Fox e Hulk para a Universal. A “Casa das Idéias” demorou a se firmar no cinema. Nos anos 80 houve Conan, Howard O Super Herói, nos 90 Men In Black, mas faltava a prata da casa, algo de grande impacto, como fora o Superman de 1978.

blade9803A gênese do processo se deu em Blade, de 1998, mas o estouro veio mesmo com X-Men, e o primeiro Homem-Aranha, dirigido por Sam Raimi, moldou de vez o cinema de super heróis do século XXI. Depois dali, a DC, que tinha sempre sucesso garantido nas telonas, foi perdendo espaço para a invasão Marvel. No século XXI a DC/Warner só conseguiu emplacar como megassucesso, a trilogia Batman de Christopher Nolan. Já a Marvel se recuperava de sua crise com a pujança de uma fênix. Montou seu estúdio próprio, a Marvel Estúdios sob a batuta da Disney e começou a lançar os filmes dos super heróis que não tinham sido vendidos, como Thor, Capitão América, Homem de Ferro, além de Hulk, que fora devolvido pela Universal. Com filmes que se comunicavam entre si, e culminaram em Vingadores, a Marvel se estabeleceu como a maior marca da cultura pop atual. Com isso, o embate entre Marvel e DC se acirrou também nos cinemas, sendo que no atual cenário, a casa da Liga da Justiça se encontra em desvantagem.

Para se ter dimensão, a Marvel recentemente emplacou como um grande sucesso de bilheteria uma equipe08-spider-man completamente desconhecida do grande público: os Guardiões da Galáxia. Os poucos fracassos, como X-Men Origens: Wolverine, Demolidor e Elektra, foram cometidos pelos estúdios que detinham os direitos dos personagens.

Enquanto isso a DC fez dois filmes com Super-Homem, seu principal personagem e herói mais conhecido dos quadrinhos e o resultado foi um naufrágio do primeiro e um sucesso aquém do esperado do segundo. Ironicamente, foi ele, o Superman, que havia marcado o início de tudo lá no final dos anos setenta. Isso sem colocarmos na conta os vexames como o spin off da Mulher Gato e Lanterna Verde. Além disso, durante muitos anos a DC parecia ter um certo medo de usar seus personagens no cinema, apostavam apenas nos dois maiores, e agora, ao que tudo indica, vai seguir a mesma estratégia da rival, lançando filmes solo de seus heróis e por fim, o megaevento da Liga da Justiça.

xmen-4nerd

Mas não se sabe se eles terão a mesma sagacidade da Casa das Ideias para construir seu universo no cinema. Até porque será pouco tempo para fixar esse novo universo DC nos corações e mentes das plateias. Houve Homem de Aço, haverá Batman V Superman que introduzirá de uma só penada, além do novo homem morcego, Mulher Maravilha, Aquaman e Cyborgue. E sabe-se lá como Flash será apresentado, visto que seu filme solo está previsto para depois do da Liga. A Marvel por sua vez teve calma para desenvolver seus personagens em filmes solo ao longo de 4 anos até chegar ao megaevento “Vingadores”. Por isso não há garantias de que a DC será tão bem sucedida quanto a rival.

Trilogia Batman: único grande sucesso da DC nos cinemas no século XXI
Trilogia Batman: único grande sucesso da DC nos cinemas no século XXI

Daí fica a pergunta: qual o segredo da Marvel? Poderíamos responder dizendo que seus personagens são super poderosos, porém humanos, o que gera empatia com o público; as tramas valorizam o espetáculo, mas não deixam de lado a dramaturgia; há uma concatenação entre os filmes e também um bem realizado esquema de transmídia – englobando TV, games e até mesmo a plataforma matriz, os quadrinhos; escalação de elenco sempre acertada e, claro, uma eficiente estratégia de marketing, além de um pleno controle criativo sobre todo esse conteúdo produzido. Ou seja, a DC precisará de muito mais do que super poderes para recuperar seu posto de principal produtora de sucessos no cinema.

A virada pode se dada no ano que vem quando chega aos cinemas Batman V Superman e Capitão América 3: Guerra Civil. De um lado, o embate entre os dois grandes super heróis da DC aguardado há muito tempo no cinema depois de muitos boatos e especulações. Do outro, a transposição de uma HQ querida pelos fãs e a estreia do Homem Aranha no universo Marvel. Ou seja, será uma batalha imperdível, na qual veremos se a Marvel se mantém no trono, ou se a DC recupera seu posto de outrora. Apostem suas fichas.

avengers-final

Deixe sua opinião

Graphic novel “A Música do Quarto ao Lado” ganha sessão de autógrafos e exibição de artes originais em Porto Alegre

Game of Thrones lisérgico e Art nouveau