em ,

Parte do público brasileiro vaia cenas de “Bohemian Rhapsody”

Cenas de “Bohemian Rhapsody” foram vaiadas em cinemas brasileiros durante o final de semana. O filme, que estreou na última quinta-feira (01) conta a ascensão de Freddie Mercury, icônico vocalista e compositor da banda britânica Queen, criada em 1970 e detentora de vários recordes mundiais de vendagens de discos, público em shows e tempo de permanência de suas músicas nas paradas de sucesso.

Bem amarrado, o roteiro de Anthony McCarten, com suas aceitáveis liberdades criativas, transita por um período de quinze anos da vida do vocalista; da sua entrada, em 1985, no grupo inglês, ainda sem o nome que o tornaria famoso, à participação da banda no show Live Aid em 1985.

Filme retrata ascensão de Freddie Mercury (Rami Malek) e do grupo britânico Queen

Reconhecidamente bissexual, com várias relações públicas com homens e mulheres, a vida de Freddie foi fartamente explorada pela imprensa internacional durante toda a sua carreira e após a sua morte decorrente de uma pneumonia agravada pela sua condição de portador do vírus HIV. Parece, contudo, que parte do público brasileiro do filme desconhecia a trajetória e as opções do cantor. Situações de vaias no momento da exibição de cenas com o ator Rami Malek (Freedie) beijando ou abraçando outros homens foram relatadas em Sorocaba (SP), São Paulo e Niterói. Em uma rede social, Bruna Melaggio, de Niterói, aponta que pessoas que vaiaram as cenas gritavam “Bolsonaro” e “pouca vergonha”, causando constrangimento e irritação no restante do público.

Estranhamente, a mesma parcela do público que vaiou as cenas que retratam a bissexualidade de Freddie Mercury, cantou – em inglês – as letras de músicas que foram compostas pelo artista tendo como referência as mesmas opções.

Marcelo Adifa

Publicado por Marcelo Adifa

Marcelo Adifa é jornalista, roteirista e redator. Autor de Exílio (2015); A quem se fizer estrela (2016) e Saltar Vazio (2018), entre outros livros de jornalismo, poemas e romances.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários